segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Mad World (!)

Uma pessoa muito querida disse-me uma vez que "what am I doing?" é uma das três questões fundamentais pra se encontrar o equilíbrio.

Descontextualizado assim é foda, mas a conversa inteira é complicada e filosófica demais pra ser reproduzida. Andei pensando nisso por esses dias. Aliás, desde o início desse ano minha vida anda transbordando filosofias (das de boteco às mais socráticas) e parece que quanto mais respostas menos respostas... It's a very very mad world.

Entendi que autocomiseração não leva à p* nenhuma. Se eu ficar pelos cantos martelando o quanto eu sou uma "pessoa ruim" (a partir de um princípio fodido de falso moralismo que só serve pra atrasar a vida da gente) não vivo. E no fim das contas, eu até que não sou má.

E meu subconsciente anda aparentando ser mais inteligente que eu.
Mas tanto faz. E não se fala mais nisso.


Now... Carefully watch as I pretend to have no memory of you.
Zera o relógio.

4 comentários:

Iracema disse...

Tentei entender, mas não consegui. Só queria zerar o meu relógio também ;/

Ella... disse...

se eu fosse contar quantas vezes eu já disse a mim mesma "pára. começa tudo de novo. e de um jeito novo..." só que, elo jeito, eu continuo tentando. E ainda olho pra trás, infelizmente.

Beijão.

Mel disse...

não sei se entendi...
estou bem, só decepcionada.
pq as pessoas criam a gente pra depois ir embora?!
ex-pai é mais triste que ex-namorado.
sds
=*

Click disse...

É um texto que não termina quando acaba. Vou ler os outros!